top of page

Gerente da Intel provoca AMD e desafia alegações de Ryzen a 5 GHz


Contando em seu catálogo com o Core i9-9900KS, que promete atingir clocks de 5 GHz com resfriamento por ar, a Intel aproveitou para provocar um pouco a AMD. John Bonini, vice-presidente que atua como Gerente Geral de Desktops, Estações de Trabalho e Jogos na companhia publicou no Twitter uma propaganda do processador, acompanhada por críticas à linha Ryzen da AMD.


No caso, Bonini citou uma mensagem publicada pelo site TweakTown que leva a uma matéria afirmando que o Ryzen PRO não consegue chegar a 5 GHz. Embora a alegação tenha sido feita pela AMD em um vídeo promocional (que já foi retirado do ar por ela), testes mostram que isso é bastante difícil, se não impossível.


As frequências de operação da linha Zen 2 fica entre 4.0-4.3 GHz, só chegando a 5 GHz com soluções de resfriamento LN2. Mesmo quando isso acontece, o Ryzen PROprovavelmente não vai atingir essa frequência em um único núcleo, muito menos em todos os núcleos.




Em comparação, o Core i9-9990KS chega de fábrica com todos os núcleos rodando a 5 GHz “sem truques” — ou seja, não há qualquer overclock envolvido para que isso seja possível. O produto é um “binning” do Core i9, mantendo características como oito núcleos e 16 threads, mas usa chips selecionados por sua eficiência para entregar frequências de uso maiores.


A provocação de Bonini é só mais uma etapa da “guerra” travada entre a AMD e a Intel no campo dos processadores de alto desempenho. Embora a linha Ryzen mostre bom desempenho na realização de tarefas simultâneas, o Core i9 ainda tem certa vantagem na reprodução de games, algo que a Intel quer aproveitar como forma de promover seus produtos.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
bottom of page