Ataque ao site do CNJ expôs milhares de dados de juízes e servidores


O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) disse em comunicado publicado nesta segunda-feira (1º) que o site do órgão foi alvo de um ataque hacker. De acordo com informações divulgadas pelo conselho, nenhum sistema de informações processuais foi afetado. A Polícia Federal (PF) foi acionada para investigar o caso, segundo a Agência Brasil.


O CNJ não confirmou oficialmente se houve vazamento de informações. Mas de acordo com o site especializado em vazamentos "Rogue Medial Labs", o vazamento completo contém dados pessoais identificáveis de 53.270 pessoas. Devido aos limites do tamanho do arquivo, o hacker só liberou 2.936 para o público --roubado de cerca de 94 bancos de dados do site do CNJ-- e manteve o resto para si.


Diz ainda o "Rogue Media Labs" que membros do governo federal, juízes e magistrados estão entre as pessoas afetadas. Dentre as categorias de dados, há nomes completos, nomes de usuários, endereços de correspondência físicos, endereços de email, números de telefone, números de CPF e senhas. Mas nem todas as 2.936 pessoas tiveram todos esses tipos de dados vazados.


O ataque tem caráter "hacktivista", isto é, com motivações ativistas, já que o arquivo de texto tem na introdução uma frase em indonésio com referências à falta de privacidade a que estará submetida as próximas gerações de pessoas.



0 visualização

FALE CONOSCO

Telefone

(31) 3016-6580

(31) 97508-2004

 

Endereço:

Rua Padre Francisco Scrizzi, 60 - Palmeiras 

CEP: 30570-525 - Belo Horizonte - MG - Brasil

              HORÁRIO DE

            FUNCIONAMENTO

               Segunda à Sexta:

               De 09 às 18 horas.

   Sábado                Agendamento

   Domingo             Fechado

   Feriado                Agendamento

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

        Formas de Pagamento

Crédito/Débito/Parcelamento