Falha de design faz novo Macbook Pro ter desempenho abaixo do modelo de 2017



A Apple lançou nesta semana uma atualização nos Macbooks Pro de 15 polegadas, com direito ao modelo mais avançado da família saltando de um processador Intel Core i7 no ano passado para um Core i9 neste ano. A lógica diz que isso seria um salto de desempenho, mas curiosamente, testes mostraram exatamente o contrário em algumas tarefas.

Isso acontece por um motivo bastante simples: gerenciamento de calor. Ninguém discute que o Macbook Pro é esteticamente atraente, mas esse visual fino não favorece a dissipação do calor, fazendo com que os componentes aqueçam, correndo risco de serem danificados. Com o Core i9 produzindo mais calor, a solução encontrada pela Apple foi limitar a capacidade de processamento para evitar superaquecimento.


Essa diferença entre o Core i9 deste ano e do Core i7 do ano passado fica evidente nos testes do youtuber David Lee, que realizou a comparação de uma tarefa de renderização de vídeo no Premiere Pro. A mesma ação foi realizada nos dois processadores, e o Core i7 concluiu o projeto com quatro minutos de vantagem sobre o i9 (35m22s contra 39m37s), o que, em condições normais jamais deveria acontecer.

Para provar que o problema reside especificamente no gerenciamento de calor do novo Macbook, ele colocou o notebook com o Core i9 para realizar a mesma tarefa dentro de um refrigerador. O tempo necessário caiu significativamente para 27m18s.



0 visualização

FALE CONOSCO

Telefone

(31) 3016-6580

(31) 97508-2004

 

Endereço:

Rua Padre Francisco Scrizzi, 60 - Palmeiras 

CEP: 30570-525 - Belo Horizonte - MG - Brasil

              HORÁRIO DE

            FUNCIONAMENTO

               Segunda à Sexta:

               De 09 às 18 horas.

   Sábado                Agendamento

   Domingo             Fechado

   Feriado                Agendamento

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

        Formas de Pagamento

Crédito/Débito/Parcelamento